segunda-feira, outubro 11

Devaneio...


Hoje, mais do que nunca, estou com a sensação que por vezes é muito difícil sermos nós mesmos, em tudo aquilo que isso acarreta...a vida torna-se muitas difícil aos nossos olhos e às nossas exigências. Ficamos escravos de nós próprios, dos nossos pensamentos e ideais... Dou por mim a pensar se a minha vida não ficaria mais simplificada se eu não fosse assim...Acho que sou demasiado exigente comigo próprio e com os outros. Sempre achei que isso era uma virtude, no entanto chego muitas vezes à conclusão que isso apenas atrapalha e causa dissabores constantes neste nosso trajecto. Desiludo-me comigo e com os outros com muita facilidade. Acho que crio demasiadas expectativas nas coisas ou nas pessoas, e o reverso da medalha não é propriamente agradável.

Todos nós somos diferentes e de uma forma ou de outra, enquanto vivemos, deixamos ficar por aqui a nossa marca, seja ela como for. Pelo menos devemos lutar por isso. Ía ficar muito triste se um dia chegasse a uma certa idade, e ao olhar para trás, apenas visse um vazio e uma série de sonhos por realizar. Quem não tem esse medo? Julgo que é transversal a todos nós e deve ser aquilo que nos faz lutar todos os dias por conquistar algo mais em prol daquilo que são os nossos objectivos e crenças pessoais.

Parece um lugar comum este tipo de pensamento, mas hoje, por um motivo ou outro, consigo notar com bastante clarividez que passo demasiado tempo a dar valor aquilo que efectivamente não o tem, deixando um pouco para o lado aquilo que são os meus sonhos e objectivos enquanto ser humano.

Queria conseguir hoje dizer que sou uma pessoa realizada e que já cumprir tudo aquilo a que se propôs, mas a verdade é que não...Serei sempre o eterno insatisfeito!

6 comentários:

Anónimo disse...

Renato, tens só 30 anos. Ainda bem que és um ser insatisfeito e espero que assim continue. O que seria de nós, todos, se estivessemos satisfeitos com a vida - Oh!!!

Perdoa-me, e não te enganes, não chegou a hora de parar de sonhar, nem tão pouco... realizar sonhos.

Arrisca , pára de lamentar e sê feliz.

purpurinaz disse...

txi oh Rena, tava aqui a pensar..... JA TENS 30?????
jazuza... nao acordes pa vida naum :P


alias, nem sei se ainda vais a tempo! :)

Rita M. disse...

Renatinho, acho piada que as pessoas vêm para aqui criticar-te.
É engraçado tanta crítica quando estas pessoas concerteza não te conhecem, nem imaginam a pessoa divertida que tu és! Consegues no teu blog trasmitir uma imagem muito sombria de facto. Nisso sou obrigada a concordar. Continua a ser a pessoa divertida e alegre que és, apesar de escreveres coisas tristes! Beijinho*

Anónimo disse...

Senhoras....
Penso que os anónimos não estão a criticar ninguém.Pelo menos de forma prejurativa não.
Se lerem bem, o que dizem é que o bloguista não tem motivos para mostrar tanta tristeza.Não dizem mais que isso.
Mas, as interpretações de cada um,são exactamente iiso.Interpretações.

Siga a marinha,a sorrir!

Anónimo disse...

Tenho saudades de ti enquanto DJ! Quando voltas a essas lides? Gostava muito da tua música nos anos todos que estiveste no Batô. Para mim eras o melhor!

Diogo disse...

Rena, my bro, és o Maior!