quinta-feira, dezembro 31

Bom Ano 2010...

Quem diria, estamos em 2010 e o ano de 2000 parece que foi ontem...

Quero aproveitar para desejar a todos os meus amigos, família e conhecidos um excelente ano de 2010....quero dizer que apesar da distância de muitos de vocês, estarão sempre comigo nos bons e maus momentos...

Vamos acreditar que este ano será concerteza melhor do que aquele que acaba de passar...

Não deixem nunca de sonhar e acreditar...

Muita saúde e felicidades!


U2 - New Years Days

quarta-feira, dezembro 30

A little bit of soul...

O álbum é já de 2001 mas parece que foi ontem que o comprei.

Sempre gostei muito de Kid Loco e das suas experiências musicais, mas este para mim é "o álbum".

Hoje acordei a cantar esta música.

O vídeo é sem dúvida alguma original e a música é suberba...

Kid Loco - A little bit of soul

"Where are you, now
I can only see your face
That's not good
If only I could forget
I know your hips
I know your zips
I kissed your lips
And everything's so great

What I need baby
Is a little bit of your soul
But you're too cold, baby
And your blood don't flow

Well you taught me
A few tricks in a bed
And that a lover
Can't be your friend
So may be flying
Can be lot of fun
But getting shot
Might be somewhere in the plot

What I need baby
Is a little bit of your soul
But you're too cold, baby
And your blood don't flow"

terça-feira, dezembro 29

Seek Up...


Passamos toda a nossa vida em busca de coisas materias, e esquecemo-nos muitas vezes do resto. Esse resto é porventura o mais importante e nem sempre nos lembramos ou estamos cientes disso. Todos nós necessitamos do campo afectivo como do pão para a boca, mas achamos em alguns momentos que não. Vamos ficando desacreditados e afastados da realidade, criando o nosso "mundinho". Será por medo? Sim, obviamente que é medo de seres humanos muito diferentes de nós e que acabamos por deixar entrar no nosso mundo e que acabam por nos desiludir. Perspectivas de vida diferentes, maneiras de estar diferentes e acima de tudo sonhos muito diferentes...

Hoje apetecia-me muito ouvir esta música, que tão bem retrata aquilo que acabamos por sentir em muitos momentos da nossa vida...

Como costumo dizer, há músicas mágicas capazes de nos transportar para lugares muito nossos, onde somos nós que pintamos a nossa própria tela, usando exclusivamente cores a nosso gosto...
Curiosa a vida!




Dave Matthews Band - Seek Up

"Sometimes I feel like I'm falling
Fall back again, fall back again,
Fall back again, fall back again

Oh, life it seems a struggle between
what we see and what we do
Well I'm not going to change my ways
just to please you or appease you
Inside a crowd, five billion proud
willing to punch it out
Right, wrong, weak, strong
ashes to ashes all fall down
Look around about this round about
this merry-go-round and around
Well If at all God's gaze upon us falls
it's with a mischievous grin, look at him

Forget about the reasons and
the treasons we are seeking
Forget about the notion that
our emotions can be swept away
Forget about being guilty
we are innocent instead
For soon we will all find our lives swept away

Late at night with TV's hungry child
his belly swells
Well, for the price of a coke or a smoke
I could keep alive those hungry eyes
Man, take a look again, take a look again
Eveyday things change
Basically they stay the same

Forget about the reasons and
the treasons we are seeking
Forget about the notion that
our emotions can be kept at bay
Forget about being guilty
we are innocent instead
For soon we will all find our lives swept away

You seek up an emotion
and your cup is overflowing
You seek up on emotion,
sometimes your well is dry
You seek up a big monster
for him to fight your wars for you
But when he finds his way to you, the devil's not
going, "Ha ha, ha ha"

(Say, oh say)

Oh look at me in my fancy car
and my bank account
Oh, how I wish I could take it all down
into my grave, God knows I'd save and save
Man, take a look again, take a look again
things you have collected, well in the end piles up
to one big nothing, one big nothing at all

Forget about the reasons and
the treasons we are seeking
Forget about the notion that
our emotions can be swept away
Intentions are not wicked, don't be tricked into thinking so
And soon we will all find our lives swept away

You seek up an emotion
and your cup is overflowing
You seek up an emotion,
sometimes your well is dry
You seek up a big monster
for him to fight your wars for you
But when he finds his way to you, the devil's not
going, "Ha ha, ha ha"

Fall back again, fall back again
Fall back again, fall back again"

segunda-feira, dezembro 28

Everlong...

Foo Fighters - Everlong


"Hello
I've waited here for you
Everlong

Tonight
I throw myself into
And out of the red, out of her head she sang

Come down
And waste away with me
Down with me

Slow how
You wanted it to be
I'm over my head, out of her head she sang

And I wonder
When I sing along with you
If everything could ever feel this real forever
If anything could ever be this good again

The only thing I'll ever ask of you
You've got to promise not to stop when I say when
She sang

Breathe out
So I could breathe you in
Hold you in

And now
I know you've always been
Out of your head, out of my head I sang

And I wonder
When I sing along with you
If everything could ever feel this real forever
If anything could ever be this good again

The only thing I'll ever ask of you
You've got to promise not to stop when I say when
She sang

And I wonder
If everything could ever feel this real forever
If anything could ever be this good again

The only thing I'll ever ask of you
You've got to promise not to stop when I say when
She sang"

quinta-feira, dezembro 24

Feliz Natal!


Feliz Natal!

É esta a palavra de ordem, e são estes os meus votos para todos os meus amigos e conhecidos! Espero sinceramente que tenham um óptimo dia de Natal, junto daqueles que mais gostam...

Até já...


John Lennon - Happy Christmas

segunda-feira, dezembro 21

Coisas...


O vento assobia lá fora, tornando-se por vezes um som mágico e insurdecedor...

Cá dentro tento aquecer-me como posso e navego pelos meus pensamentos...

Os mesmos pensamentos de sempre que me fazem deslizar pelo imaginário...

As imagens e os sons invadem-me, chegando por vezes a parecer reais...

Estarei a sonhar acordado? Acredito que sim...

Estes sonhos parecem sucumbir quando menos espero...

Desaparecem num fechar de olhos e levam-me a pensar que sou um lírico até a sonhar...

Tento expressar a realidade com esses pensamentos fragmentados...

Mas esses pensamentos além de impossíveis e desajustados, são muitas vezes devaneios incoerentes sem rumo...


Kent - Socker

quarta-feira, dezembro 16

"Auscultação"...

Hoje lembrei-me de algumas palavras soltas trocadas...

Recordo-me do estridente silêncio e de tudo o que ficou por dizer...

As palavras provaram a sua leveza e maleabilidade...

Esta gravidade semântica fez-me pensar e repensar...

O dom das palavras é esse mesmo...

Transportar para o nosso cérebro um malabarismo único...

Capaz de depertar a solenidade e a ousadia...

Serei algum dia capaz de perceber os meus pensamentos?



The Unbelievable Truth - Settle Down

segunda-feira, dezembro 7

Hoje...


Uma vez o "ontem" já passou e o "amanhã" ainda vem longe, então "hoje" é o dia de viver com a alegria máxima necessária para fazermos de mais um dia, um dia unicamente especial.
"Hoje" eu quero continuar a fazer coisas que nunca faço, ou porque não tenho vontade ou simplesmente porque não tenho tempo. Quero ir passear com o meu cão na praia, quero andar de patins, quero ir para o mar, quero ir jantar com os amigos e acima de tudo, quero rir muito e divertir-me, dando graças a deus por estar vivo e por poder viver momentos como estes.
Consigo guardar estes pequenos momentos da minha vida numa espécie de caixa de recordações no meu cérebro. Muitas vezes são as imagens visuais, os cheiros ou então os sons, mais propriamente a música. A música marcará sempre presença em todos os momentos da minha vida. Já me mentalizei que somos nós que dimensionamos os nossos dias e que temos o dom de os tornar especiais. Portanto...assim será...


The Cure - Taking Off

quinta-feira, dezembro 3

A verdade...


Quais são os valores e a intensidade das nossas decisões pessoais? Todos nós enquanto meros seres humanos corremos o risco de em algum momento da nossa vida podermos cair na inautencidade como refúgio da nossa vida.
Toda a minha vida lutei por ser o mais sincero possível, principalmente comigo mesmo. Adoro inaltecer o mais puro de todos os sentimentos, a Verdade. É para mim o mais nobre de todos aqueles que possamos nutrir.

Sempre corroborei essa ideia e muitas vezes me enganei, mas foi assim que aprendi. Quando julgamos que sabemos tudo, aí está a vida mais uma vez a ensinarmo-nos a viver e por vezes a sobreviver. Detesto viver no mundo da hipocrisia, desse modo digo quase sempre aquilo que penso. Há situações que obviamente isso não é possível. Pelo menos aprendi a ser assim e sinto-me muito bem nesse papel. Acho sinceramente que passamos demasiado tempo a ir contra os nossos ideais, por força das circunstâncias, e isso em nada vivifica o nosso espírito.

Toda a vida adorei desafios, tarefas arrojadas que me fizessem lutar e ter objectivos. Nunca optei pelas coisas fáceis da vida, e aqui pode estar englobado todo um conjunto de coisas. Tenho aprendido muito ultimamente e às vezes com as situações ocasionais do dia a dia. Já me disseram muitas vezes que penso demais, e durante algum tempo julguei que isso pudesse ser um defeito, mas agora acredito que possa ser uma virtude, assim a saiba usar.

Quero pois enobrecer as coisas boas que me aparecem na vida e dar valor àqueles que realmente o têm. Com a idade tornei-me um pouco mais chato e melancólico, no entanto a minha essência é a mesma ao longo de todos estes anos. Aprendi a ser feliz com as pequenas coisas da vida, aquelas que muitas vezes ao longo do nosso caminho passaram despercebidas e se tornaram invisíveis aos nossos olhos.

São esses pormenores que me fazem acordar todos os dias com vontade de aprender uma nova lição e lutar por aquilo que no fundo todos queremos, que é a busca natural pela Felicidade...



Eddie Vedder - Society


Oh, it's a mystery to me
We have a greed with which we have agreed
And you think you have to want more than you need
Until you have it all you won't be free

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...

When you want more than you have
You think you need...
And when you think more than you want
Your thoughts begin to bleed
I think I need to find a bigger place
Because when you have more than you think
You need more space

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

There's those thinking, more-or-less, less is more
But if less is more, how you keeping score?
Means for every point you make, your level drops
Kinda like you're starting from the top
You can't do that...

Society, you're a crazy breed
Hope you're not lonely without me...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

Society, have mercy on me
Hope you're not angry if I disagree...
Society, crazy indeed
Hope you're not lonely without me...

quarta-feira, dezembro 2

Vídeos...




Cats on Fire - Higher Grounds





Bombay Bicycle Club - Dust On The Ground





The legendary tiger man - The boots are made for walking





Dead Man's Bones - My Body's a Zombie For You






My Brightest Diamond - Inside a Boy

segunda-feira, novembro 30

Pós-concerto...


Incrível! É esta a palavra de ordem para apelidar o grande concerto que os Muse deram ontem à noite no pavilhão atlântico. Tiveram casa cheia e uma plateia ansiosa por ouvir Matthew Bellamy e os seus companheiros.

Quem os viu no Hardclub à uns anos e quem os vê agora. Não há comparação possível, mas isso é a lei natural das coisas e das bandas. Assistimos ontem a uma mega produção, cheia de glamour e inovação, apenas ao alcance dos melhores. Os Muse estão já num patamar já muito alto e a fasquia é cada vez maior.

Estiveram no seu melhor, a fazer aquilo que melhor sabem que é tocar e encantar os fans com músicas já épicas, e que milhares de pessoas saltaram e entoaram as respectivas letras em coro. Foi sem dúvida um grande espectáculo, dos melhores que vi até hoje.

Fica aqui um vídeo da entrada apoteótica, com o meu próprio telemóvel e com a qualidade possível...


Muse - Uprising (Live @ Lisboa)

quinta-feira, novembro 26

Muse...


O grande dia está a aproximar-se, e vou lá estar. Domingo à noite no pavilhão atlântico os Muse irão com toda a certeza dar mais um concerto épico, espicaçando os nossos ouvidos com acordes frenéticos e únicos.

Acho fantástico mais uma vez a reunião de milhares de pessoas de todo o país num único sítio em prol da diversão e adrenalina que um concerto como este nos consegue transmitir. Arrepio-me nestes momentos, ficando boquiaberto com a interacção com o público.

Amo música, respiro música e acho fantástico poder estar no meio de milhares de pessoas que nutrem o mesmo gosto que nós.

Fica aqui uma das minhas músicas favoritas, que com toda a certeza irá entoar em Lisboa e me encherá de alegria. Há música de facto especiais, que roçam o campo do mágico, e com mensagens que vão um pouco mais além.

Esta música é um desses exemplos.


Muse - Invincible @ HAARP Tour

Follow through
Make your dreams come true
Don't give up the fight
You will be alright
'Cause there's no one like you in the universe

Don't be afraid
What your mind conceives
You should make a stand
Stand up for what you believe
And tonight
We can truly say
Together we're invincible

During the struggle
They will pull us down
But please, please
Let's use this chance
To turn things around
And tonight
We can truly say
Together we're invincible

Do it on your own
It makes no difference to me
What you leave behind
What you choose to be
And whatever they say
Your souls unbreakable

During the struggle
They will pull us down
But please, please
Let's use this chance
To turn things around
And tonight
We can truly say
Together we're invincible
Together we're invincible

During the struggle
They will pull us down
Please, please
Let's use this chance
To turn things around
And tonight
We can truly say
Together we're invincible
Together we're invincible

quarta-feira, novembro 25


Porque a vida às vezes é madrasta das nossas vontades...

Porque a piada da vida é essa mesma...

Porque nunca sabemos de onde vimos nem para onde vamos...

Porque nos habituamos desde cedo a perder coisas e pessoas...

Porque a vida é um direito e saber vivê-la é um dever...

Porque somos humanos e temos sentimentos...

Porque a vida nunca pára...

Porque sim simplesmente...

Pete Yorn - Lose You

"I’m taking a ride off to one side
It is a personal thing.
Where?
When I can’t stand
Up in this cage I’m not regretting.

I don’t need a better thing,
I’d settle for less,
It’s another thing for me,
I just have to wander through this world
Alone.

Stop before you fall
Into the hole that I have dug here,
Rest even as you
Are starting to feel the way I used to,
I don’t need a better thing
(Just to sound confused)
Don’t talk about everyone,
I am not amused by you.

I’m gonna lose you,
Yeah I’m gonna lose you
If I’m gonna lose you,

I’m gonna lose you,
Yeah I’m gonna lose you
If I’m gonna lose you
I’ll lose you now for good"

domingo, novembro 22

O menino...

Era uma vez um menino...

Vivia num mundo criado à sua medida...

Procurou sempre esconder-se com medo das possíveis tristezas da vida...

Criou constantemente barreiras invisíveis em seu torno, e muito dificilmente as desmantelava.

O menino foi crescendo e entretanto, sem sequer dar por isso, tornou-se um homem...

Continuava com os mesmos medos de sempre, mas agora já fruto de vivências menos felizes...

O medo da tristeza assolava toda a sua alma e continuava agora a recorrer às barreiras de outrora...

Dificilmente deixou que alguem ultrapassasse a sua fronteira imaginária...

O menino viveu sempre uma vida feita de sonhos onde apenas a felicidade imperava...

O contraste com a realidade era evidente e entristecia-o muito...

Hoje consegue absorver as coisas boas que a vida tem para lhe oferecer, sem ter que sofrer para isso...

O menino que agora é Homem, não deixou de sonhar, mas vive sem fantasias imensuráveis...

O menino percebeu que nem todos os sonhos têm que ser realizados, nem mesmo aqueles que parecem fáceis de ser concretizados...

Sem esse peso e ânsia pela busca insaciante da felicidade, o menino é hoje muito mais feliz!

David Bowie - Thurdays child

"All of my life I've tried so hard
Doing my best with what I had
Nothing much happened all the same

Something about me stood apart
A whisper of hope that seemed to fail
Maybe I'm born right out of my time
Breaking my life in two

Throw me tomorrow
Now that I've really got a chance
Throw me tomorrow
Everything's falling into place
Throw me tomorrow
Seeing my past to let it go
Throw me tomorrow
Only for you I don't regret
That I was Thursday's child

Monday Tuesday Wednesday born I was
Monday Tuesday Wednesday born I was
Thursday's child

Sometimes I cried my heart to sleep
Shuffling days and lonesome nights
Sometimes my courage fell to my feet

Lucky old sun is in my sky
Nothing prepared me for your smile
Lighting the darkness of my soul
Innocence in your arms"

quarta-feira, novembro 18

Grandes músicas no feminino...


Há músicas e músicas, no entanto há aquelas capazes de nos fazer enfeitiçar e apaixonar. Seja pela sua sonoridade, seja pela mensagem que transmitem, a verdade é que têm algo de especial. Hoje escolhi alguns vídeos de músicas simplesmente geniais, cantadas no feminino e as quais me dizem bastante. É esta a magia da música que tanto me fascina, a capacidade de nos transportar para locais muito nossos, em que só nós mesmos compreendemos as regras. É bom poder rever músicas que me conseguem elevar para esses sítios imaginários e que de alguma forma me entristecem por ter que voltar...




Yeah Yeah Yeahs - Maps



The Sounds - Night After Night




Goldfrapp - Number One




Garbage - #1 Crush




Hole - Doll Parts



Natalie Merchant - Space Oddity

O mar...


Tenho saudades dessa imagem infinita do mar...

Acredito que me dá forças e me acalma sempre que olho para a sua imensião...

Podia passar imenso tempo sem olhar para ele, mas sabia e sentia que ele estava ali...

A sua presença é demasiadamente grandiosa para passar despercebido...

Acho que esta força da natureza se conjuga em toda a plenitude com o meu ser...

Identifico-me na totalidade com a sua essência e tento energizar-me junto dele...

Esta é uma das minhas grandes paixões...O Mar!



Vozes do Mar

"Quando o sol vai caindo sobre as águas
Num nervoso delíquio d'oiro intenso,
Donde vem essa voz cheia de mágoas
Com que falas à terra, ó mar imenso?...

Tu falas de festins, e cavalgadas
De cavaleiros errantes ao luar?
Falas de caravelas encantadas
Que dormem em teu seio a soluçar?

Tens cantos d'epopeias? Tens anseios
D'amarguras? Tu tens também receios,
Ó mar cheio de esperança e majestade?!

Donde vem essa voz, ó mar amigo?...
... Talvez a voz do Portugal antigo,
Chamando por Camões numa saudade!"

Florbela Espanca
Poesia Completa
Lisboa, 2000



Cousteau - Last secrets of the sea

quarta-feira, novembro 11

Fugir...

Era mesmo isso que me apetecia...

Fugir para locais desconhecidos em busca de algo que não sei se existe, nem onde se pode encontrar....

Passamos muitos momentos da nossa vida a fugir do passado e dos fantasmas...

Eu fujo não sei bem de quê nem de quem...

A verdade é que fujo fascinado por esse caminho incerto e desconhecido...

Até onde irei parar? Não consegui ainda descobrir...


Editors - Papillon (Adoro esta música)


"Make your escape, you're my own Papillon
The world turns too fast, feel love before it's done
It kicks like a sleep twitch
My Papillon, feel love when it's done

It kicks like a sleep twitch

Darling, just don't put down your guns yet
If there really was a God here
He'd have raised a hand by now
Now darling, you're born, get old and die here
Well that's quite enough for me,
We'll find our own way home somehow.

No sense of doubt, for what you could achieve,
I'd help you out, I've seen the life you wish to leave.
Oh well it kicks like a sleep twitch
You will choke, choke on the air you try to breathe

It kicks like a sleep twitch

Darling, oh just don't put down your guns yet
If there really was a God here
He'd have raised a hand by now
Darling, you're born, get old and die here
Well that's quite enough for me too
We'll find our own way home somehow, how, how...
It kicks like a sleep twitch
It kicks like a sleep twitch

Darling, just don't put down your guns yet
If there really was a God here
He'd have raised a hand by now
Darling, oh you're born, get old and die here
Well that's quite enough for me too
We'll find our own way home somehow,
It kicks like a sleep twitch

It kicks like a sleep twitch..."

segunda-feira, novembro 2

Linha Recta...


Hoje sinto que estou perdido nesta linha recta que é a minha vida...


Suede - My dark star

terça-feira, outubro 27

Halloween...

Este sábado dia 31, será realizada mais uma festa de Halloween no 1/4 D'Águas Bar em Leça da Palmeira. Aparece!


The Cure - Burn

quinta-feira, outubro 22

Adoro...


Adoro a beleza das coisas únicas e nobres da vida...

Adoro a honestidade e a frontalidade do ser humano...

Adoro a capacidade do ser humano gerir os seus sentimentos...

Adoro a profundidade dos nossos pensamentos e os lugares únicos para onde nos levam...

Adoro a forma como a música interfere na nossa vida...

Adoro sentir emoções genuínas que não consigo explicar...

Adorava conseguir despertar dentro de mim o mais puro dos sentimentos...

Adorava simplesmente...




Bloc Party - This Modern Love


"To be lost in the forest
To be cut adrift
You've been trying to reach me
You bought me a book
To be lost in the forest
To be cut adrift
I've been paid
I've been paid

Don't get offended
If I seem absent minded
Just keep telling me facts
And keep making me smile
Don't get offended
If I seem absent minded
I get tongue-tied
Baby, you've got to be more discerning
I've never known what's good for me
Baby, you've got to be more demanding
I will be yours

I'll pay for you anytime

You told me you wanted to eat up my sadness
Well jump on, enjoy, you can gorge away
You told me you wanted to eat up my sadness
Jump right
Baby, you've got to be more discerning
I've never known what's good for me
Baby, you've got to be more demanding
Jump left

What are you holding out for?
What's always in the way?
Why so damn absent-minded?
Why so scared of romance?

This modern love breaks me
This modern love wastes me

Do you wanna come over and kill some time?
Tell me facts, tell me facts, tell me facts
Tell me facts
Throw your arms around me"

domingo, outubro 18

Vinte e Quatro Horas...

"Então é isto a permanência, o orgulho estilhaçado do amor.
O que em tempos foi inocência, posto de lado.
Uma nuvem persegue-me, assinala todos os movimentos,
No fundo da memória, do que em tempois foi o amor.

Oh como percebi quanto necessitava de tempo,
Ajustando a perspectiva, tão difícil de encontrar,
Por um momento apenas, julguei que encontrara o meu caminho.
O destino desenrolou-se, eu vi-o escapar-se.

Pontos de carga excessivos, longe de todo o alcance,
Orações solitárias por tudo o que gostaria de guardar.
Vamos dar um passeio, ver o que podemos encontrar,
Uma colecção inútil de esperanças e desejos antigos.

Eu nunca imaginei as distâncias que teria de percorrer,
Todos os cantos escuros de um sentido que eu desconhecia.
Apenas por um momento, ouvi alguém chamar,
Olhei para além desse dia, não existe lá nada.

Agora que percebi como tudo estava errado,
Tenho de encontrar algum remédio, este tratamento é muito demorado.
Do fundo do coração onde a simpatia tem domínio,
Tenho de encontrar o meu destino, antes que seja muito tarde."

Ian Curtis - 1980

domingo, outubro 4

Domingo...


Nunca tive uma grande admiração por esse dia da semana. É considerado o dia da família se reunir e fazer os almoços de família. Nunca foi o meu caso. Para mim o Domingo sempre foi um dia com o seu quê de melancólico, em que se torna tarefa difícil passear ou fazer seja o que for devido à forte afluência de pessoas por todo o lado. Há uma predileção maior por parte das famílias comuns quando falamos de beira mar ou de superfícies comerciais.

Hoje, com este diz cinzento de chuva, fiquei deitado no sofá simplesmente a fazer "zapping" e a ver filmes de "domingo à tarde". Confesso que à muito que não o fazia, mas foi com uma enorme satisfação que o fiz. Fantástica sensação esta de estar na escuridão no dia a ouvir a chuva a cair lá fora. Eu que não gosto do Inverno, muito menos de chuva, mas já tinha saudades de um dia assim.

Agora consigo constatar que sou uma boa companhia para mim mesmo e consigo passar uma óptima tarde sozinho desta forma, sem sequer sentir que falta de isto ou aquilo. A magia deste dia é essa mesma, conseguir que nos moldemos à envolvência deste ambiente caseiro e conseguir despertar a nossa atenção para filmes por vezes com mais de 10 anos e que já vimos duas ou três vezes em outros domingos no passado. A verdade é que parece que é sempre a primeira vez.

Acho que vou evitar de dizer que acho o domingo um dia melancólio...


Morrisey - Everyday is like sundays

quinta-feira, outubro 1

Vídeos...


Há músicas que simplesmente nos ficam no ouvido e têm a capacidade de nos causar diferentes emoções...aqui ficam alguns exemplos...


Muse - Resistance




The Gossip - "Heavy Cross"




Florence And The Machine - Dog Days Are Over




The Joy Formidable - Whirring

terça-feira, setembro 29

Perpetuação...


A perpetuação do ser humano é algo pragmático para mim, mas no entanto algo misterioso e com algo de belo, se assim poderemos dizer. Tudo aquilo que é misterioso desperta-me alguma curiosidade à partida e leva-me muitas vezes por caminhos longos e difíceis. Toda a vida tentei de alguma forma não perpetuar em modas intelectuais frívolas, mantendo aquilo que pensava que seriam os meus ideais. Este dilacerar interno causa-me muitas vezes alguma mágoa, reflectindo-se em todos os campos da minha vida.

Hoje, como em muitos outros momentos da minha vida, sinto que tudo poderia ser diferente. Trata-se de uma verdade aleatória, que só nos compreendemos a importância, por mais funesta que possa parecer. Durante algum tempo pensei que poderiamos agir desta forma muito por culpa do "medo", essa palavra tão enigmática e difícil de definir. Pensava eu que com medo de vencer acabavamos por ignorar os nossos ideais, deixando para trás coisas e pessoas que nunca mais voltariam. Hoje já não penso da mesma forma.

Penso que esta ebulição de sentimentos que vivemos, ora mais intensos ora mais fracos, fazem com tiremos sempre uma lição. A lição que posso tirar é que este vazio de sentimentos que me assola não me faz bem e não é o caminho a seguir. Essa era uma primeira meta a tentar perceber, por forma que possa ser vencida. A seguir todas a outras situações serão resolvidas com a naturalidade e vontade necessária.

É dessa forma que após mais uma introspecção percebo que há muita coisa a mudar, mas a vontade e o desejo de o fazer conseguirão prevalecer no final. Eu acredito.


The Go-Betweens - Quiet Heart

quinta-feira, setembro 10

Festa da Grafonola IV


Sábado dia 12 de Septembro será realizada a 4º Festa da Grafonola no 1/4 D'aguas Bar em Leça da Palmeira. Esta não será mais uma festa dos anos 80, mas será sim uma homenagem musical e visual a todas a músicas e bandas que nos marcaram enquanto crianças.

Mais uma vez contamos com a presença de clientes e amigos, se possível trajados a rigor à moda dos 80's, de modo que esta noite seja mais uma vez uma noite especial e memorável.

Apareçam e entrem neste espírito saudosista....



Billy Idol - Dancing with my self

quinta-feira, setembro 3

Coragem...


Quantos de nós ao longo da nossa vida não pronuncia constantemente a palavra coragem? "Gostava de ter coragem para..." ou "Gostava de ter coragem para aquilo". Isto é um lugar comum na vida de todos nós. Temos todos uma grande dificuldade em viver mudanças radicais nas nossa vida, ou então fugir um pouco daquilo que consideramos como sendo uma vida normal. Passamos a maior parte do tempo a evitar riscos desnecessários em todos os campos da nossa vida e isso por vezes causa-nos alguns pequenos vazios.

A palavra "conforto" está muitas vezes agregada a este medo de arriscarmos um pouco mais além na nossa vida. Muitas vezes acho que vivemos um pouco conformados com a nossa vida porque temos medo, medo de falhar, medo do futuro, simplesmente medo de arriscar. Essa falta de coragem, que julgo ser transversal a todo o ser comum, chega a controlar as nossas vontades e os nossos desejos. Todos nós em algum momento da nossa vida sentimos o nosso subconsciente com sede de coragem, e a exigir de nós um pouco mais daquilo que lhes estamos a dar.

Detesto os habituais remorsos de tudo o que poderia ter sido e acontecido e que acabou por não ser, nem sequer aconteceu. O dia de amanhã nunca será uma certeza, desse modo penso que devemos começar já hoje a imprimir os nossos esforços nesse sentido, tentando conjugar toda a nossa adrenalina natural com os nossos sentimentos mais genuínos. Levar a vida da forma mais natural possível seria o objectivo, mas bem sei que não se avizinharia uma tarefa muito simples.

Seremos todos um pouco cobardes ou unicamente apreensivos?


The National - Slow Show

quarta-feira, setembro 2

Paradoxos...


Hoje acordei a pensar nos paradoxos da vida. É curioso como adoro escrever sobre esse assunto e como esse ritmo de pensamentos constantes assola todo o meu ser. Nesta linha de pensamentos que mais soam a labirintos, encontro normalmente o meu caminho e a minha linha condutora. Essa é a tal "estrelinha" que dizem que existe e nos guia na direcção correcta.
Costumam dizer que os paradoxos são uma forma de explicar os fenómenos que afectam habitualmente as sociedades de hoje, no entanto nem sempre a explicação é fácil, nem tão pouco evidente.

Vivemos em constante mutação de sentimentos, onde os sabores e dissabores da vida nos ensinam a dar valor às mais pequenas coisas. Hoje em dia tenho noção que ao longo da minha vida nem sempre tomei as decisões certas, e nem sempre dei valor às coisas certas. Uma das coisas que eu aprendi e assimilei, foi que este tipo de sentimentos são muitas vezes os catalizadores para grandes mudanças e operações na nossa vida. As circunstâncias do momento levam-nos muitas vezes a operar grandes decisões.

Julgo que por outro lado passamos muito tempo da nossa vida a compartimentar certos momentos e a negar outras realidades possíveis, chegando mesmo a sermos algo preconceituosos ou repressores com as nossas próprias vontades. Não temos que corroborar todas as realidades que nos vão surgindo, mas devemos expandir a nossa mente de forma a podermos ter uma percepção mais apurada daquilo que nos rodeia.

Este avançado grau de fragmentação da nossa mente, é fruto da nossa insegurança e da nossa diversidade de pensamentos, causando os tais paradoxos da nossa vida. Temos por hábito distorcer as realidades conforme os nossos desejos, e por vezes temos grandes desilusões e tristezas. Ficamos vulneráveis às nossas frustrações e aprendemos a localizar os nossos limites, expandido o nosso "Eu".

Considero que esta é a grande beleza do paradoxo humano e das contradições lógicas. Conseguirmos provocar a nossa mente e os nossos pensamentos, extraindo da nossa mente a sensação e ilusão de estarmos a controlar a realidade e os factos da nossa vida...


Belle and Sebastian - The boy with the arab strap

quinta-feira, agosto 27

Muse...


E aqui vem mais um grande álbum com toda a certeza destes grandes senhores, MUSE. Esta banda de origem britânica lança agora o quinto álbum de originais e sai a 14 de Setembro e tem como primeiro single o tema "Uprising".

Sempre a surpreender, os Muse aparecem mais uma vez com novos sons e electrizantes.
Matthew Bellamy, o menino prodígio vem mais uma vez a Portugal apresentar o novo álbum no Pavilhão Atlântico a 29 de Novembro.

Eu como é óbvio estarei presente e aguardo com alguma ansiedade a chegada desse dia, onde teremos com toda a certeza mais um concerto genial e que nunca mais esqueceremos.

Fica aqui o primeiro avanço do álbum, "The Uprising"...



Pearl Jam...


PEARL JAM, o nome que todos tão bem conhecem...Pois é, eles estão aí com mais um álbum. Sai a 21 de Septembro e chama-se Backspacer. Temos um poderoso primeiro single com a designação de "The Fixer". No seu país de origem, EUA, o álbum será editado pela própria banda, isto na continuidade da parceria com a cadeia Sony.

Eddie Vedder parece-me melhor que nunca e relembra-nos os velhos tempos de músicas que se tornam imortais.

Fica aqui o vídeo deste primeiro single ao qual não conseguimos ficar indiferentes...



Pearl Jam - The Fixer

terça-feira, julho 28

O verão...


Hoje tenho a certeza do quanto o calor me faz bem e me desperta todos os meus sentidos. Nesta época tudo parece fazer sentido, e a minha vida torna-se muito mais intuitiva. Adoro a sensação de, sem nenhum motivo em especial, estar feliz. Faz-me lembrar a máxima do "não tenho nada, mas ao mesmo tempo tenho tudo"...
Claramente que pensar que vou ter férias durante algum tempo me faz ficar com nervoso miudinho e me faz sonhar com lugares longínquos e paradisíacos.

É por demais evidente que enquanto seres humanos não precisamos de muito para sermos felizes. Faltam-me cumprir alguns objectivos, faltam-me realizar alguns sonhos, mas não me falta com toda a certeza alegria para viver mais uma época de verão recheada de paz e calor. Quero viver estes dias com toda a intensidade que conseguir imprimir, de modo a que me sinta realizado e acima de tudo, feliz!

Todos nós, ao longo da nossa vida, acabamos por perder demasiado tempo a queixarmo-nos por coisas insignificantes, quando na realidade temos tudo para vencer. Tenho plena consciência que temos diferentes fases, à semelhança da lua, e que são inerentes ao nosso estado de espírito. A magia que a lua poderá suscitar aos nossos olhos, é semelhante à magia que o ser humano consegue imprimir nas várias fases da sua vida.

Sou espiritualmente dependente das forças da natureza, como é o caso do mar, e imaginar que posso sentir a sua força diariamente faz-me pensar que é eterno o meu sentir. Sentimos o sangue correr pelas nossas veias, acelerando as nossas memórias e os nossos amores. Tudo fica preenchido pela imensidão dos nossos sentidos, depertando o que de melhor têm os nossos sentimentos.

Hoje sinto-me uma estrela cintilante no meio de milhares a colorir a imensidão do cair da noite. Fica claro para mim que, apesar de insignificantes, todos nós temos o dom de podermos dar um brilho diferente às nossas noites e por conseguinte, à nossa vida...


The Delays - Long Time Coming


"Tore it up and walked away
Why'd you wanna go do that for?
Threw your Lego in
The lake
Why'd you wanna go do that for?

And you're a long time coming
A long time
Coming home
Do you see me reeling off the lines
I've seen your, I've seen your
Eyes

How can you grow old
You were my triumph?
How can you grow old
You were my
Triumph?

Turned your face into the squall
Why'd you wanna go do that for?
You carved
Your name into the wall
Why'd you wanna go do that for?

And you're a long time
Coming
A long time coming home
Do you see me reeling off the lines
I've seen your, I've
Seen your eyes

How can you grow old
You were my triumph?
How can you grow old
You were
My triumph?"

segunda-feira, julho 20

Aniversário do 1/4 D'Águas Bar


Esta 5º feira, dia 23 de Julho, realiza-se o 4º Aniversário do bar 1/4 D'Águas. Após me ter deixado um pouco destas lides de Dj, cá estarei mais uma vez nesta noite especial a tentar ajudar a colorir a festa, participando apenas com a minha música.

Espero poder contar com a presença de todos os clientes e amigos que fazem deste local um ponto de encontro de muitas pessoas, munidas todas elas do mesmo espírito e vontade de diversão.

Será com toda a certeza uma noite que especial em que o espírito de festa nos tornará a invadir e se assegurará de nos fazer divertir...

1/4 D`Aguas Bar
Rua dos Dois Amigos, 2414450 Leça da Palmeira



The Verve - Love is Noise

Visão feminina...


Todos nós enquanto seres humanos de determinado sexo temos curiosidade em tentar perceber como pensa e reage o sexo oposto em todas as vicissitudes da vida. Logo à partida se avizinha uma tarefa difícil tentar perceber o sexo feminino, uma vez que apesar de serem todas mulheres, pensam e reagem de maneira diferente. Não gosto de generalizar este tipo pensamento em grandes grupos, correndo muitas vezes o risco de sermos pouco precisos ou incoerentes.

Quando pensamos no sexo feminino, e enquanto homem, aquilo que me invade logo o pensamento, é o caminho ou os caminhos que levam as mulheres a interessarem-se pelos homens, e o contrário também obviamente. As mulheres terão gostos e comportamentos muitos distintos, mas haverá com toda a certeza situações transvessais a todo o universo feminino.

Portanto, e vontando aos interesse feminino nos homens, a questão que se levanta é será apenas uma questão relacionada com a parte física, ou por seu lado, serão os comportamentos e a comunhão de gostos e interesses que comandam essa espécie de impulso? Obviamente que a maioria pensará que é um pouco de ambas, e dirá que o primeiro interesse é físico e depois vem o resto, mas a verdade é que não existe uma teoria exacta quando se fala deste tipo de coisas.

Uma coisa esta provado e enriquece este nosso mundo, que é o facto de todos termos gostos diferentes, mesmo quando toca ao amor ou às relações. Será bastante mais interessante podermos pensar que no nosso quotidiano poderão existir pessoas a pensar e a gostar de maneira diferente. O que na realidade as mulheres procurarão num homem?

A pergunta que se assume de resposta básica, poderá não ser tão evidente quando pensarmos que hoje em dias as mulheres assumiram um papel de afirmação tal, que muitas vezes caem no vulgarismo e no lugar comum. Obviamente sei que há excepções, e ainda bem, falo apenas em traços muito gerais, com a margem de erro inerente que já indiquei atrás. Penso que as mulheres sofreram mutações com o passar dos tempos, e a maneira de pensar, e aquilo que viam nos homens foi também consequentemente alterado.

Será que um dia vamos conseguir entender as mulheres?

segunda-feira, julho 6

Palavras...


Hoje estive a pensar como seria o mundo se não houvesse lugar a diálogo? Aliás se a nossa vida fosse como os filmes do Charles Chaplin, em que simplesmente não se perde muito tempo com as palavras, dando apenas ênfase ao gestos e às atitudes. Charles Chaplin costuma dizer “que pensamos demasiadamente, sentimos muito pouco; necessitamos mais de humildade, que de máquinas; mais de bondade e ternura, que de inteligência. Sem isso, a vida torna-se violenta e tudo se perderá.”

Não poderia estar mais de acordo, e apesar de nos seus filmes não existirem os tais diálogos, existia uma compreensão global tal, que não dávamos sequer pela sua ausência.
Penso que perdemos demasiado tempo e recursos em diálogos que muitas vezes não nos levam aonde pretendemos.

É simples dizer que as palavras são intrinsecamente perdidas e insaciáveis na maioria das vezes, mas para contornar isso temos que arranjar alternativas viáveis, pelo menos de acordo com as nossas pretensões e objectivos. Obviamente que quando falo na falta de diálogo, falo num sentido figurado e remotamente pouco desejável.

Porquê as pessoas têm receio das palavras e não as sabem usar da melhor forma? Eu próprio fico tantas e tantas vezes sem palavras, desejando não ter que dizer nada, apenas pensar ou quem sabe agir. Os gestos são muito mais sinceros que a maior parte das palavras, mesmo quando estamos cientes daquilo que dizemos.

"Hoje" eu tenho a certeza que "ontem" não soube o que dizer, o que será que posso fazer para contrariar isso "amanhã"?



Placebo - Bright Lights


"Cast your mind back to the days,
When I pretend' I was OK.
I had so very much to say,
About my crazy livin'.
Now that I've stared into the void,
So many people, I've annoyed.
I have to find a middle way,
A better way of livin'.

So I haven't given up,
That all my choices, my good luck...
Appear to go and get me stuck,
In an open prison.
Now I am tryin' to break free,
In a state of empathy.
Find the true and enemy,
Eradicate this prison.

No-one take it away from me,
And no-one can tear it apart.
'Cause a heart that hurts,
Is a heart that works.
A heart that hurts,
Is a heart that works.

A heart that hurts,
Is a heart that works.
No-one take it away from me,
No-one can tear it apart.
Maybe ' an elaborate fantasy,
But it's the perfect place place to start.

'Cause a heart that hurts,
Is a heart that works.
A heart that hurts,
Is a heart that... works".

terça-feira, junho 30

Chegaram os Festivais...


Chegou finalmente o Verão, e com ele a música, a festa e a alegria. Os Festivais abundam, para todos os gostos e feitios, mas há alguns obrigatórios. A escolha cada vez é maior, e Portugal consegue cada vez mais trazer as melhores bandas do Mundo para os nossos palcos.
Aqui fica um breve resumo daquilo que irá acontecer, sem qualquer tipo de ordem, e onde poderemos encontrarmo-nos...

FESTIVAL ROCK ONE - De 5 a 8 de Agosto no Autódromo Internacional do Algarve.

Dia 5 de Agosto - James Morrison, Mia Rose e The WaterBoys.
Dia 6 de Agosto - Bloc Party, Os Pontos Negros e Dub Inc.
Dia 7 de Agosto - James, Ana free, Bjorn Again e Gipsy Kings
Dia 8 de Agosto - The Offspring, Fonzie, Tara Perdida e My Bloody Valentine.


FESTIVAL OPTIMUS ALIVE! 09 – De 9 de Julho a 11 de Julho

Dia 9 de Julho – PALCO OPTIMUS - Ramp , Mastodon, Lamb of God, Machine Head, Slipknot, Metallica
- PALCO SUPERBOCK - Os Golpes, Silversun Pickups, Delphic, Air Traffic, TV on the Radio, Klaxons , Crystal Castles, Erol Alkan
- PALCO OPTIMUS DISCOS - Mazgani, The Bombazines, Tiguana Bibles, The Vicious Five, Nuno Lopes, MR Mitsuhirato


Dia 10 de Julho – PALCO OPTIMUS - Os Pontos Negros, Eagles of Death Metal, The Kooks , Blasted Mechanism, Placebo, The Prodigy
- PALCO SUPERBOCK - The Gaslight Anthem, John is Gone, Late of the Pier, Hadouken! , Does It Offend You, Yeah?, Fischerspooner, The Ting Tings, Zombie Nation
- PALCO OPTIMUS DISCOS - Youthless, Bezegol, DJ Ride, Coldfinger, Zig Zag Warriors


Dia 11 de Julho – PALCO OPTIMUS - Boss AC, Ayo, Chris Cornell, The Black Eyed Peas, Dave Matthews Band
- PALCO SUPERBOCK – X-Wife, A Silent Film, Los Campesinos!, Trouble Andrew, Autokratz, Lykke Li, Ghostland Observatory , Deadmau5
- PALCO OPTIMUS DISCOS - Olive Tree Dance, The Pragmatic, Madame Godard, Linda Martini, Sofia M, DJ Kitten


FESTIVAL PAREDES DE COURA - De 29 de Julho a 1 de Agosto

Dia 29 de Julho - Patrick Wolf, Sean Riley & The Slowriders e Bons Rapazes
Dia 30 de Julho - The Pains Of Being Pure At Heart, The Temper Trap, The Rascals, SuperGrass e Franz Ferdinand
Dia 31 de Julho - Portugal. The Man, Blood Red Shoes, Peaches e Nine Inch Nails
Dia 1 de Agosto - Howling Bells, Jarvis Cocker, The Hives


FESTIVAL SUDOESTE TMN 2009 - De 6 de Agosto a 9 de Agosto

Dia 6 de Agosto - The Veils, The National, Macaco, Buraka Som Sistema, Armin Van Buuren
Dia 7 de Agosto - Carlinhos Brown, Madcon, Mariza, Zero
Dia 8 de Agosto - X-Wife, Blind Zero, Jet, Faith No More, Etienne de Crecy
Dia 9 de Agosto - Gomo, Marcelo D2, Amy McDonald, Lily Allen, Basement Jaxx


FESTIVAL MARÉS VIVAS - De 16 de Julho a 18 de Julho

Dia 16 de Julho - John is Gone, SIZO, Lamb, Primal Scream, Kaiser Chiefs
Dia 17 de Julho - Cazino, Fonzie, Secondhand Serenade, Scorpions, Guano Apes
Dia 18 de Julho - Sinal, Soulbizness, Jason Mraz, Gabriella Cilmi, Colbie Caillat, Keane


FESTIVAL SUPER BOCK SUPER ROCK 2009 – Dia 11 de Julho (Porto) e dia 18 de Julho (Lisboa)

Dia 11 de Julho - Soapbox, Motor, Peter Bjorn and John, Nouvelle Vague, Depeche Mode
Dia 18 de Julho - Bettershell, The Walkmen, Brandi Carlile, Mando Diao, Duffy, The Killers


FESTIVAL NOITES RITUAL – De 28 a 29 de Agosto

Dia 28 de Agosto - One Man Hand, Noiserv, Peltzer, Dead Combo, Foge Foge Bandido, Deolinda
Dia 29 de Agosto - Hot Pink Abuse, Paul da Silva, Andrew Thorn, Os Pontos Negros, Blind Zero, Mão Morta

segunda-feira, junho 22

Sometimes I'm Dreaming...


Às vezes eu sonho...

Sonho com coisas absoletas...

Sonho acordado com os meus maiores desejos...

Sonho com alguém que simplesmente desconheço...

Sonho com a felicidade plena e infinita...

Sonho com sonhos repetidos e insistentes...

Sonho com a reunião de todas as estrelas...

Sonho com o sol e o mar...

Sonho muitas vezes que não estou sonhar...

Sonho simplesmente...


The Cure - Charlotte Sometimes

"All the faces
all the voices blur
change to one face
change to one voice
prepare yourself for bed
the light seems bright
and glares on white walls
all the sounds of
charlotte sometimes
into the night with
charlotte sometimes

night after night she lay alone in bed
her eyes so open to the dark
the streets all looked so strange
they seemed so far away
but charlotte did not cry

the people seemed so close
playing expressionless games
the people seemed
so close
so many
different names...

sometimes i'm dreaming
where all the other people dance
sometimes i'm dreaming
charlotte sometimes
sometimes i'm dreaming
expressionless the trance
sometimes i'm dreaming
so many different names
sometimes i'm dreaming
the sounds all stay the same
sometimes i'm dreaming
she hopes to open shadowed eyes
on a different world
come to me
scared princess
charlotte sometimes

on that bleak track
(see the sun is gone again)
the tears were pouring down her face
she was crying and crying for a girl
who died so many years before...

sometimes i dream
where all the other people dance
sometimes i dream
charlotte sometimes
sometimes i dream
the sounds all stay the same
sometimes i'm dreaming
there are so many different names
sometimes i dream
sometimes i dream...

charlotte sometimes crying for herself
charlotte sometimes dreams a wall around herself
but it's always with love
with so much love it looks like
everything else
of charlotte sometimes
so far away
glass sealed and pretty
charlotte sometimes"