segunda-feira, janeiro 5

A menina que não acreditava nas estrelas...


Em tempos conheci uma menina que não acreditava nas estrelas. Não era daquelas pessoas que conhecemos todos os dias. Olhavamos para ela e sentiamos uma magia natural, algo nos dizia que por detrás daquele brilho evidente ao mais comum mortal estaria algo de muito mais valioso. Foi como que uma curiosidade suprema se apoderasse de nós e de repente nos apetecesse fazer imensas perguntas. Quem era, de onde vinha e para onde queria ir eram algumas das perguntas que de repente se cruzam na nossa mente. Estranha forma de olhar para alguém, mas na realidade há pessoas que nos conseguem despertar vontade de simplesmente conversar. Um bem haja para todas, e em especial para aquelas que de alguma forma fazem parte da nossa vida.

A primeira sensação que me envadiu foi a de surpresa. Como era possível alguém que poderia ser tão forte, mesmo que fosse buscar a força às coisas mais insignifcantes da vida, fosse uma "boneca de porcelana" tão frágil e com tantos medos? A sua fragilidade e insegurança provinham se um conjunto de factores que a vida lhe foi mostrando e com os quais nem sempre soube lidar da melhor forma. Sim todos temos medos, mas porquê aquela pessoa escondia tanto a sua caixinha de pandora por mais valiosa que ela fosse?

Pensei que fosse uma forma de se proteger, o que não deixa de ser verdade, mas havia algo mais. Havia um conjunto de medos, de desgostos, de desilusões com a vida e com as pessoas. A vida por vezes é demasiado madrasta com as melhores pessoas, mas não será para as ensinar a ser mais fortes? Não será uma dádiva podermos distinguir em alguma fase da nossa vida o bom do mau, o certo do errado, nem que tenhamos que sofrer em diversas situações? Não será que tudo isso nos torna tão fortes que já nada nem ninguém nos consegue magoar do mesmo modo?

Ela não acreditava no seu poder interior, apenas conseguia visualizar uma caixa pandora bonita exteriormente, mas que teimava em subvalorizar o que de mais preciso ela continha. Era exactamente esse valor que lhe daria toda a força que necessitava para enfrentar os problemas. Mas a menina teimava em ter falta de confiança em si, mesmo quando tinha seguido a sua linha condutora e tudo estava de acordo com a sua maneira de ser e com os seus valores...

A nítida sensação que nos fica é a de impotência para conseguir no imediato que a Menina que não acreditava nas estrelas acreditasse em si e em todo o seu valor. Temos por outro lado a certeza que irá encontrar a sua linha condutora, conseguindo mostrar a todos a sua tão bem guardada "caixinha de pandora" que teima em esconder. Esse dia chegará, e eu de longe irei acenar e sorrir, como que a felicitando por tal proeza ter conseguido. Todo o seu puzzle complicado de milhares de peças soltas dentro da sua cabeça se irá transformar numa única!

Essa menina irá conseguir ver para além da barreira que nos é criada pelas contigências da vida e conseguirá ver mais além por entre as coisas e as pessoas. A sua fragilidade irá-se desvanecer com o tempo e dará lugar à maturidade e à confiança. Irá ter a certeza que a felicidade é possível assim acreditemos. Tudo será tão rápido e imediato como simplesmente sentir que há coisas, pessoas e sentimentos com muito valor.

Penso que a história da menina que teimava em não acreditar nas estrelas não é mais que o reflexo da vida de alguns de nós em algum capítulo da nossa história. Resta-nos olhar para a vida de frente, erguer a cabeça, sentir o nosso instinto natural e gritar:

EU VOU SER FELIZ!





Sting - Fragile

3 comentários:

Anónimo disse...

Se esta narração fosse sobre meninos encaixava perfeitamente em ti,afinal o menino também não acredita nas estrelas nem lhes dá oportunidade para elas tentarem brilhar!!!
Ai ai ai é tão fácil escrever mas a realidade é assim,sucinta de medos......
Espero que sejas muito feliz e que lá no alto brilhes de alegria por finalmente teres aberto a tua "Caixa de Pandora".....:-))

Anónimo disse...

Penso que o maior receio não é o de abrir a "Caixa de Pandora", mas sim de nos tornarmos num Ícaro...

Ccn disse...

Para quando encontrares a tua meia laranja....Espero que gostes.
http://www.youtube.com/watch?v=M_StEwJkxG4