sábado, fevereiro 14

Banalidades...


Hoje apetecia-me ter conversas banais, conversar sobre as maiores banalidades para variar um pouco. Estou cansado de ser complexo e complicado. Aliás, estou cansado de pessoas complexas e complicadas. A essência da vida sente-se nas conversas mais informais e despreocupadas.

Penso que chegamos a uma altura da nossa vida que nos cansamos de filosofias e de histórias politicamente correctas. Durante muito tempo preocupei-me em ir mais além em todas as questões, tentando conhecer tudo o que me despertava interesse mais a fundo, mas neste momento penso que a banalidade reina e tendo nós direito à nossa diferença, de nada nos serve na realidade.

É óptimo sentirmo-nos diferentes e termos orgulho nisso, mas no entanto temos que nos reger pelas regras que a sociedade nos vai impondo. Temos que perceber que vivermos num mundo apenas nosso de nada nos serve. Cansei-me de tentar perceber essas questões e de falar da psicologia humana.

Não me vou deixar interessar pelas coisas, tendo meramente um único sentido superficial. Tenho a certeza que desse modo os pormenores nos deixam de incomodar e nem sequer nos conseguem fazer perder tempo a pensar neles. Bem sei que não devemos ir contra aquilo que somos, isso nunca, mas devemos criar filtros que nos impeçam de nos magoarmos com o ser humano.

Mas quem disse que viver era fácil? Detesto coisas fáceis, gosto deste jogo que é a vida, mas não podemos deixar que se torne um jogo viciado. Tenho que conseguir que depois de conhecer todas as regras, elas se possam adaptar à minha realidade, o que não se avizinha uma tarefa fácil, mas é apenas mais objectivo na minha vida.

Acho que sou um ser eternamente insatisfeito no que ao ser humano diz respeito, talvez por isso fale e escreva tantas vezes sobre esse assunto. Depois desta tentativa de compreensão, vou passar a olhar para as coisas e as pessoas de um modo superficial, deixando que a banalidade me invada e me conduza como faz com a maioria.

Estamos sempre a aprender e a moldarmo-nos à realidade que nos rodeia. É ponto acente que temos que lidar e conviver com as outras pessoas em sociedade, não nos podemos tornar autênticos ratos de esgoto. Desse modo, vamo-nos usar uns aos outros para benifícios momentâneos, fazendo um hino à banalidade e ao superficial.

Não vamos deixar de ter valores, nem de sermos nós próprios, isso não. Acho que nunca devemos perder a nossa identidade, mas passamos a usar uma máscara com filtros para nada nem ninguém nos incomodar. É tão bom acreditar em filmes "hollywoodescos" cor de rosa.

Desse modo vamos viver mais felizes, ou não, mas pelo menos fingimos que sim...



Kings of Leon - Use Somebody

2 comentários:

Anónimo disse...

Banalidades e mAIS BANALIDADES... estou Farta de pessoas BANAIS,nestes últimos tempos tenho vindo a verificar isso mesmo...
Aliás tou desiludida pelo ser humado banalizar TUDOOOO.
Entendo o k dizes...tb já pensei entrar "na onda", talvez encontre assim formas de me proteger...
Tb já cheguei á conclusão k a melhor forma é mesmo usar uma MASCARA, E desvalorizar tantas outras coisas...

Eu preferia k a vida fosse bem mais facil...pra complicada já me basta esta !
Tou exausta de lutar por valores k já ninguem dá valor, deitar-me e acordar com a consciencia tranquila e SAber k nao consigo viver de forma diferente...
Custa-me ver certas vulgaridades, certas injustiças ... OHHH MAS TU TUDO É TAO BANAL, TUDO Tão mais facil...!!!!
Sabes o k te digo, actualmente o lema em voga é " VALE TUDO ATÉ ARRancar olhos..."
Hoje em dia as pessoas NAO TÊM VALORES, PRINCIPIOS, VENDEM-SE POR MT POUCO E TUDO, MESMO TUDO É BANALIZADO--- Mete me nOJO.

qUEM está mal, nao são os outros... Sou mesmo eu k ainda nao aprendi a jogar na mesma moeda.

é uma kestao de EM ROMA, SÊ ROMANO ( AÍ MAS custa tanto, jogar o mesmo jogo desta corja k por aí anda...)

Enfim... nao te deixes contaminar pelaS BANALIDADES DESTA SOCIEDADE.

BEIJINHOS, BEIJOKAS, BEIJooo

purpurinaz disse...

"Hoje apetecia-me ter conversas banais, conversar sobre as maiores banalidades para variar um pouco. Estou cansado de ser complexo e complicado. Aliás, estou cansado de pessoas complexas e complicadas. A essência da vida sente-se nas conversas mais informais e despreocupadas."

hm hm... nem pareces DJ, sempre a usar o disco q ta arranhado :p

s'imbora apanhar Sol que ele anda aí ;)
bjuuu