quinta-feira, maio 8

Déjà Vu...

Em vários momentos da minha vida, vivi esta sensação única e inquietante, que é a sensação de Déjà Vu. Aquela sensação que nos invade, e nos faz dividir em dois, ou seja, enquanto por um lado temos presente que uma dada situação nunca nos aconteceu, por outro, temos a sensação estranha que essa mesma situação já foi por nós vivida. Isto pode ser um tanto ao quanto esquisito, mas acredito que a maioria das pessoas já tenham passado por isso. Quantos de vós nunca pensaram que já estiveram naquele local ou já estiveram com aquela pessoa?

À primeira vista pode ser uma coisa muito normal, mas em breves instantes percebemos que não é assim tão simples. Uma coisa é estarmos esquecidos ou indecisos em relação a uma dada memória, outra é sentirmos estranheza em algo que nos está a acontecer. É neste preciso momento que entra em acção a sensação Déjà Vu. Aquilo que nos parece tão familiar e tão típico, não o deveria ser. Ficamos nitidamente com a impressão de estarmos a reviver alguma experiência passada, e que sabemos que na realidade é impossível que ela tenha acontecido.

Normalmente esta sensação vem acompanhada de uma forte emoção, que pode despertar os sentimentos mais diversos, negativos ou positivos.
Os investigadores nesta área, acreditam que o espírito sobrevive à morte física e que o inconsciente das pessoas armazena experiências e sentimentos ao longo de vidas sucessivas. Então num dado momento, o inconsciente, despertado por uma visão, uma palavra, ou algum outro facto traz-nos ao consciente essas memórias, provocando o fenómeno "Déjà vu". Como o inconsciente nem sempre separa o presente do passado, ficamos com a impressão de que o facto que estamos a viver se refere à vida actual.

Desde sempre tive um fascínio pelas coisas que não conseguimos explicar, e que não são palpáveis. Apesar de ser um leigo na matéria, este tipo de assuntos desperta em mim uma imensa curiosidade. Adoro fazer suposições de como será que as coisas são na realidade, ou seja, se de facto vivemos vidas passadas, fazendo com que elas se reflictam directamente na nossa vida actual. Tenho lido algumas coisas sobre o assunto, e a verdade é que começo a acreditar que sim. Acredito que seja possível que tenhamos vivido uma série de experiências noutra vida, e que essas experiências acabem por ficar sempre presentes dentro de nós, moldando a nossa maneira de ser e o nosso rumo na vida.
Sempre que tiverem estes reencontros com o passado, já sabem que não é nada de anormal e acontece à maioria do ser humano.

Por breves instantes fiquei com a sensação que já falei sobre isto antes, será um Déjà Vu?

1 comentário:

All cats are grey disse...

Até engoli em seco...
Hoje acordei com o "déja vu" na cabeça!

Penso que a maioria dos "déjà vu" são situações que realmente já as vivemos de forma semelhante, mas que te deixa confusa na mesma, até conseguires associar qd é que aquela situação aconteceu anteriormente...

MAs, há outras que são inexplicáveis: nunca estiveste naquele lugar e tens a sensação de já ter estado ali (qd eu era mais nova, fui numa festa de anos passar um fim de semana a Moledo, e qd cheguei À casa, tive a nítida sensação que já tinha estado ali, eu conhecia aquela porta, aquela entrada, qd era completamente impossível); nunca estiveste com x pessoa e de repente dás por ti quase em transe: eu já passei por isto, e agora vai acontecer assim...

Acontece frequentemente. Mas é engraçado,acho k todos nós temos, mas uns mais que outros, ou então alguns que dão mais importÂncia ao assunto que outros, porque qd tento falar sobre isto, não é um assunto que desperte grande interesse na maioria das pessoas...Ou realmente o veêm de uma forma fria e racional ou então a minha vida deve ser um disco riscado ;)

Déjà vu = sensação estranha

***
Ab.