segunda-feira, maio 26

Manias...

Quando fazemos uma introspecção, todos nós reparamos que ao longo da vida fomos tendo determinados tiques ou manias. Cada um à sua maneira, obviamente. Mas este tipo de comportamentos viciantes, leva-nos muitas vezes ao gosto exagerado por certos hábitos diários, que acabamos por realizar inconscientemente. Este tipo de fixação pode tornar-se doentia, tomando por vezes contornos que diria cómicos.
Acredito piamente que todos tenhamos um Melvin (Jack Nicholson em "Melhor é Impossível") dentro de nós. Obviamente sendo uma personagem hollywoodesca, tem contornos exagerados, mas que podem ser um espelho da vida de muitos de nós. Melvin é um ser maníaco e odiento, que faz da sua vida um conjunto de rotinas e manias, por exemplo: andar na rua sem pisar parte dos passeios, utilizar talheres novos cada vez que come, etc...

Sem querer, vamos impondo a nós próprios todo um conjunto de manias, que dificilmente conseguiremos um dia largar. Torna-se uma dependência de tal ordem, que fazer as coisas de outro modo deixa de fazer significado. Mas todos os tipos manientos, qual e qual os comuns dependentes de algo, nunca assumem que o são. Pelos menos à primeira vista.

Eu próprio sei que sou muito assim, apesar de detestar levar a vida com muita rotina e método. Consigo elaborar uma pequena lista de manias pessoais:

-Mania das doenças (quem me conhece bem sabe o quanto eu sou hipocondríaco, apesar de o assumir com alguma naturalidade);

-Mania de cheirar a comida antes de a provar (não tem explicação plausível);

-Mania de subir as escadas de dois em dois degraus (desde miúdo que o faço, e acredito que se torna bem mais prático);

-Mania de me cansar dos objectos e por vezes das pessoas (bem sei que não é bonito de se dizer, mas a verdade é que me canso com alguma facilidade das coisas. Quanto às pessoas também me acontece, mas com muito menos regularidade);

-Mania de fazer a cama para me deitar quando ela está desfeita (acontece-me principalmente ao fim de semana, dias em que nem sempre faço a cama, confesso. Bem sei que parece um contrasenso fazer para desfazer, mas a verdade é que só consigo dormir numa cama com os lençóis bem esticados);

-Mania de fazer a barba de dois em dois dias (Mais uma coisa sem explicação, mas que se tornou um hábito);

-Mania de desfazer os pacotes de açúcar do café em pedaços (quando estou a tomar café, dou por mim muitas vezes a desfazer os pacotes de açúcar do café em pedacinhos minúsculos);

-Mania de lavar imensas vezes as mãos (bem sei que parece ridículo, mas a verdade é que se sentir que tenho as mãos gordurosas ou sujas, por vezes nem tenho nada, mas vou logo passá-las por água);

-Mania de roer as unhas (já sei que é das manias mais feias, eu próprio ando em desentoxicação, mas a veradade é que quando estou muito nervoso, dou por mim a tentar levar os dedos à boca, mas ultimamente tenho-me controlado);

-Mania de dormir de barriga pa cima (sempre dormi de todas as formas e feitios, de à uns anos para cá, só consigo adormecer de barriga para cima, e com almofada);

-Mania de cantar as músicas no carro em pleno trânsito (bem sei que visto de fora possa parecer esquisito, a verdade é que adoro cantarolar músicas no carro como se de um karaoke se tratasse);

-Mania de acrescentar cinco minutos ao despertador sempre que ele toca (sempre que o despertador toca diariamente, começa o ritual de pedir tolerância de mais cinco minutos, mais cinco, mais cinco e de repente dou por mim atrapalhado a correr pela casa de braços no ar);

-Mania de só gostar de um certa marca de leite, de água, de whisky e por aí fora... (acredito que esta mania seja comum a todos os seres, pelo menos sinto-me mais confortável quando penso desse modo);

-Etc, Etc, Etc...

5 comentários:

Anónimo disse...

Acho que com a questão da mania das doenças não te deves preocupar demasiado ;)

"Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas, creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher.
Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os miúdos, fecha a janela,
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto,
Já vejo a morte nunca te minto,
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demónios nas suas danças
Tigres sem listras, bodes sem tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira,
Põe-me a Santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o Doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
Faz-me tisana e pão de ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sózinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer."

ANTÓNIO LOBO ANTUNES
Sátira aos HOMENS quando estão com gripe)

Anónimo disse...

Bem, de todas as manias, confesso que de facto, me impressionou um pouco o fartares-te das pessoas...Não especificaste o porquê, fica portanto à nossa imaginação...
No meu caso, acho que só me farto daquelas pessoas desinteressantes e/ou fúteis, ou com mesmo muito mau feitio :)
Por outro lado, sorri de imediato quando li a cena de lavares as mãos com frequência, acredita, não acho nada ridículo, bem pelo contrário, faço exactamente o mesmo e já me gozaram várias vezes por isso :)
Sabe muito bem ter as mãos limpinhas e fresquinhas assim como é muito desconfortável exactamente o oposto...
Também só gosto de me deitar com a caminha feita direitinha e a roupa da cama bem esticadinha!!!
Fica bem;)

ana disse...

a mania de lavar as mãos é óptima, também sou fã dessa! deve ser por isso que a pele das mãos anda sempre mais seca, de tantas lavagens a que é sujeita!

Pin disse...

Parece-me, afinal, que as tuas manias não são assim tão estranhas! Já tens aqui um grupo de pessoas que partilham algumas delas!!! E, em algumas categorias eu também me posso inclúir!
Exemplos:

-Para além da comida, tenho a mania de cheirar tudo...cremes, champôs, bebidas, até a roupa cheiro antes de a comprar;
-Também me canso com facilidade dos objectos! Das pessoas!? Acho que não! Não costumo perder tempo com pessoas que não me dizem nada, que são chatas ou mau feitio! Portanto não chego a ter tempo para me cansar delas;
-Esta não é mania! Adoro deitar-me numa cama com os lençois bem esticados, mas às vezes a malandrice é mais forte;
-Mania da limpeza quando cozinho(pode parecer estranho, mas sempre que o faço, gosto de manter de tal forma o meu espaço de trabalho arrumado, que quase ninguém percebe o que estou a fazer). A panca é tão forte, que o tento fazer com os outros. E lá vou eu com o meu paninho "vileda", assim como quem não quer a coisa...;
-Mania de mexer o café, mesmo tomando-o sempre sem açucar, ou adoçante;
-Mania de arrancar a pele que rodeia as unhas, os "sabugos"! Que é mais dificil de controlar do que as unhas, pois para isso não preciso de levar os dedos à boca! Os deditos mutilam-se entre si;
-Mania de cantar no carro (essa é das mais fortes)...e quando, por algum motivo o vidro do carro está aberto e não dei conta?! Ui, muito mau;
-Mania de acerscentar nove minutos ao despertador, no meu caso! O tempo varia, mas o conteúdo é o mesmo;
-Mania de lavar as mãos! Deixei esta para o fim intencionalmente. É normal gostar de ter as mãos limpinhas, também as lavo regularmente! Mas...considerar isso uma mania?! Sentir as mãos sujas, quando não estão?! Lava-las imensas vezes?!
Não sei, não me parece que indicie nada de bom! Até, "ouvi dizer", que há estudos que revelam que esta mania pode ser um dos sintomas da esquizofrenia!!!!
Eu não sei, mas se calhar o melhor é ires ao médico! Eu ia!

Beijinhos, fica bem!!!:)))))

Anónimo disse...

Também já ouvi dizer que essa mania de lavar as mãos mtas vezes não é mto... tava a lembrar-me d'O aviador... :D
E sim, tb cheiro tudo (guardanapos, tecidos, madeira, os seixos da praia...), tb nunca consigo acordar com o 1º toque do tm (nem no 2º, 3º, 4º...), tb me farto de cantar no carro (e noutros sítios em voz alta, eu sei...medo!) e tb tenho a mania de tar sempre a ouvir boa música, mmo qdo trabalho (eu sei, q sorte!).
Tb tenho a mania que Leça é a terra melhor e a mais linda do Mundo, mmo qdo ela cresceu "mal"; agora tá a entrar nos eixos, e tb c a Petrogal, a Etar e o porto de Leixões.
A minha mania mais excêntrica e a mais antiga (desde que me lembro da m existência) é a de colocar os pés entre os dois tabuleiros da ponte móvel e esperar que um carro passe para os fazer balançar. Qdo era pequena,esta mania fazia com q tivesse mtos pesadelos...mas como era mania, continuava a repetir. Hoje em dia, como já sou "uma pessoa crescida", se o fizesse, pensariam que eu era uma gde maluca! E há mto pouco tempo, passei a ponte a pé e vi um rapaz, aí c uns 15 anos a fazê-lo...sorri, roidinha de inveja, apetecia-me ficar ali por uns segundos. Afinal, ainda não experimentei o balanço dos tabuleiros da nova ponte...